É wellbeing? É bem-estar? É tudo isso e mais um pouco

Como as empresas têm lidado com a saúde mental e tornado o ambiente de trabalho mais leve

Saúde mental. Estas duas palavras não têm tomado conta só do vocabulário das pessoas, mas das pautas das empresas. Num cenário de pandemia, como o que estamos vivendo atualmente, todos os medos, preocupações e angústias tomam proporções ainda maiores, e o grande pulo do gato é perceber que quem está atrás da tela do computador é um ser humano e não um robô (embora eles estejam ocupando espaços bastante amplos ultimamente). E se dar conta desta linha tênue é um caminho sem volta.

Não é papo de coach: segundo pesquisa do Ministério da Saúde divulgada em outubro de 2020, a ansiedade se revelou como o transtorno mais presente entre os brasileiros durante a pandemia (86,5%). Para 45,5%, houve moderada presença de transtorno de estresse pós-traumático e 16% revelaram ter tido depressão em sua forma mais grave. Não à toa, a procura por atendimento psicológico e psiquiátrico aumentou cerca de 400%, de acordo com dados do aplicativo GetNinjas, que conecta profissionais de todos os setores com consumidores. Mas afinal, como as empresas têm lidado com o tema e tornado o ambiente de trabalho mais leve?

 

Na Mondelez Brasil, de 17 a 21 de maio, mais de 2250 colaboradores participaram da Semana da Saúde Mental, com palestras on-line sobre psicoeducação, meditação guiada, barreiras impeditivas, resiliência, fadiga pandêmica e até saúde financeira, além de desafios diários para hábitos saudáveis entre os colaboradores. “Ver a interação de nossos colegas com os temas, compartilhando experiências e se engajando nas atividades só confirmou a importância da companhia promover agendas de cuidado com as pessoas nesse momento tão delicado. O feedback foi muito positivo”, conta Fernanda Passoni, coordenadora de Comunicação Interna da companhia.

 

No dia a dia, como não se deixar dominar pelo cansaço mental?

  • Admitindo que o tempo que estamos vivendo é difícil: quanto mais a gente tenta negar os fatos, mais a gente sofre
  • Restringindo o seu acesso às informações: ainda que estejamos vivendo num contexto difícil, você não precisar ficar mergulhado(a) no número de casos o dia todo. Escolha um horário para se informar
  • Mantenha uma rotina de exercícios e boa alimentação: parece clichê, mas exercícios físicos e boa alimentação são ótimos aliados da saúde mental. E você nem precisa sair de casa. A internet está lotada de conteúdos (alguns em vídeo) e aplicativos que podem te auxiliar
  • Mantenha contato com sua família e amigos: converse com quem você ama. Graças à tecnologia, a distância hoje em dia só é física. Não poder dar um abraço (ainda), não significa que você não possa estar presente das pessoas importantes da sua vida
  • Procure apoio psicológico: conversar com pais, amigos, marido ou esposa é fundamental, porém, ter o olhar profissional sobre nossas emoções pode revelar segredos importantes para uma vida mais saudável e equilibrada. Não tenha medo e nem vergonha
  • Seja disciplinado na rotina: ter horários certos para acordar, almoçar, fazer pausas e encerrar o expediente é fundamental para que sua mente não esqueça o que é trabalho e o que é vida pessoal
  • Não negocie seus horários de lazer: trabalhar aos fins de semana? Só se for extremamente necessário. Você já tem cinco dias para produzir, então merece dois dias de descanso e perna para o alto, né?!

Saúde mental é equilíbrio e, quando uma empresa cuida dos seus bens mais preciosos (seus colaboradores), ela está dando um recado claro ao mercado sobre empatia, competitividade e liderança.

Materias Anteriores

Uma dicção ruim pode impactar a vida de uma pessoa desde cedo
Como garantir diversidade e a equidade no trabalho remoto e híbrido
Motivação é a temperatura emocional coletiva de uma equipe. Ela representa a atitude, confiança e perspectiva do grupo
Usamos cookies, próprios e de terceiros, para melhorar a sua experiência de navegação. Se seguir navegando sem modificar a configuração do seu navegador, consideramos que aceita seu uso.