Quem tem medo de conflitos?

Conflitos saudáveis podem fazer bem à empresa – se gerenciados corretamente pelos líderes

Você tem ou já teve algum tipo de desentendimento no trabalho? Se a resposta for “não”, saiba que você é a exceção da regra.

De acordo com um estudo da CPP, 85% dos funcionários de todos os níveis relatam ter de lidar com conflitos na empresa – sendo que 29% dizem enfrentar situações desse tipo “sempre” ou “frequentemente”.

Não há motivo para pânico, entretanto. O conflito, até certo ponto, é “fundamental para nosso crescimento intelectual, emocional e moral”, como ressalta a socióloga e escritora Christine Carter.

Para colher os frutos de conflitos saudáveis, o líder deve gerenciar a equipe com eficácia. Por isso, separamos alguns insights interessantes do estudo que podem inspirar decisões melhores:

 

#1 – Nada como a clareza

Boa parte dos conflitos surgem de ruídos de comunicação. Outro pecado capital que pode servir de estopim de confusões é a falta de transparência. Portanto, garanta que seu time esteja ciente sobre as justificativas que motivaram as decisões da empresa. Isso irá ajudar a amenizar o descontentamento por eventuais desacordos.

 

#2 – Treino

Abraçar o conflito é o primeiro passo para extrair o melhor dele. Promover treinamentos reposicionando o conflito como algo valioso, em vez de algo a ser suprimido ou evitado, além de preparar os líderes para a condução de conversas potencialmente difíceis, é um processo imprescindível.

 

#3 – É com você, sim

A atitude “não é comigo” não vai ser nada benéfica aqui. Observar desentendimentos sem agir é como assistir a um pequeno incêndio sem intervir. Os líderes devem incentivar seu pessoal a expressar suas diferenças e agir, de maneira aberta e sincera, quando for necessário.

 

 

#4 – Tempos sombrios

Quanto mais difíceis os tempos, mais energia deve ser investida. É urgente falar e, mais importante, ouvir. Algumas perguntas que devem ser feitas:

  • As pessoas são recompensadas por contribuir individualmente ou por trabalharem juntas em equipes, em direção a um objetivo comum?
  • Todos têm chance de contribuir com suas ideias de maneira positiva?
  • Os líderes constroem relacionamentos com todos os seus funcionários?

 

#5 – Um por todos, todos por um

Após a resolução de um conflito, é importante que o líder se certifique de que todos se sintam responsáveis pela “conquista”. Essa responsabilidade confere autonomia aos funcionários e também ajuda a despertar a mentalidade necessária a futuros líderes.

Materias Anteriores

Acolhida a novos colaboradores ganha destaque na estratégia de comunicação corporativa
Pacote de conteúdos da Wide Digital apoia empresas a reforçarem campanha junto a seus colaboradores
O medo de falar em público é um problema comum para grande parte da sociedade
Usamos cookies, próprios e de terceiros, para melhorar a sua experiência de navegação. Se seguir navegando sem modificar a configuração do seu navegador, consideramos que aceita seu uso.