Reflexão: colhendo bons frutos na comunicação com empatia

Quando se trata de comunicar, a atenção aos detalhes faz toda a diferença

Em um mundo tão dinâmico, a comunicação é o divisor de águas entre o sucesso e o fracasso de uma estratégia corporativa. Ainda mais em espaços nos quais o contato com o público é grande, como nas redes sociais e canais internos.

 

 

 

 

No cenário atual, é possível perceber cada vez mais o quanto a identidade pessoal é marcante e faz o indivíduo se sentir valorizado quando é notada. Para as marcas, isso significa que o respeito é um princípio fundamental nas ações e passa a imagem de que as peculiaridades de cada pessoa são bem-vindas. Como resultado, o próprio alvo dessa mensagem se torna um emissor, graças à boa impressão que é gerada.

Por isso, é fundamental se abrir para receber sugestões, ideias e críticas, além de estudar bem o público para o qual se pretende direcionar uma mensagem, seja interno ou externo. Em uma sociedade tão plural quanto a nossa, a postura receptiva dos departamentos de comunicação facilita o diálogo e recepção da ideia a ser transmitida. Quando se fala em pessoas com deficiência, por exemplo, mais de 45 milhões de brasileiros declararam ser portadoras de alguma dificuldade no último censo feito pelo IBGE, em 2010.

De olho aos detalhes

Como tornar uma imagem acessível a quem tem uma conexão de internet ruim e não consegue carregar a mídia ou possui problemas de visão? Ou então escrever um texto que retrate uma etnia sem ser ofensivo? Esses são alguns pontos a se pensar e que fazem parte da realidade de muitas pessoas. Há uma linha tênue entre produzir um material inclusivo, que se encaixe na proposta, e fazer uma peça estereotipada e que acabe até sendo ofensiva.

 

Além de ser um elemento importante para o dia a dia, independentemente do campo de atuação, a empatia é indispensável para desenvolver relações prósperas nas empresas.

 

Materias Anteriores

Nós já sabemos muito sobre tecnologia e da transformação digital, mas uma nova realidade está surgindo: estamos sendo protagonistas de um mundo novo
Mais comum do que se imagina, problema afeta cerca de 70% dos profissionais
Saiba como os benefícios da ginástica laboral podem te ajudar a readaptar o corpo ao ambiente corporativo
Usamos cookies, próprios e de terceiros, para melhorar a sua experiência de navegação. Se seguir navegando sem modificar a configuração do seu navegador, consideramos que aceita seu uso.