Felipe Granja, da Riachuelo, conta como a empresa está se preparando para a retomada aos escritórios

Em bate-papo, gerente de comunicação compartilhou também os principais aprendizados que a pandemia proporcionou.

Para muitas empresas, o momento da retomada das atividades após as medidas de isolamento social se aproxima e, como não poderia deixar de ser, a segurança dos colaboradores e a readaptação ao “novo normal” são focos principais nesse processo.

Todas as companhias encontram na comunicação uma ferramenta poderosa para materializar o planejamento da retomada. Assim, com base nas recomendações oficiais das autoridades, órgãos competentes e especialistas, e sempre levando em consideração a realidade de seus ambientes de trabalho, empresas criam ações para nortear o retorno e adaptam suas formas de comunicação à nova realidade.

Felipe Granja, gerente de comunicação da Riachuelo, bateu um papo com a Wide Digital e contou que os meses de trabalho remoto aprofundaram o mergulho em ferramentas implementadas há menos de um ano na empresa, como o Workplace e o Teams. Além disso, o time de comunicação desenvolveu uma série de materiais para reforçar os cuidados necessários daqui em diante.

“Envelopamos a matriz com mensagem dos diversos protocolos de segurança necessários para o retorno e preparamos materiais virtuais com as informações importantes. A Riachuelo providenciou também um protocolo de limpeza bastante rigoroso. Desativamos o refeitório e passamos a fornecer refeições individuais lacradas aos colaboradores. Para garantir que as medidas de prevenção sejam seguidas, todos os funcionários que retornarem terão sua temperatura aferida, receberão kits de máscaras, terão posições de trabalho distanciadas e ainda contam com pontos de álcool em gel espalhados pelo escritório”, comenta Felipe. Além das novas ferramentas adotadas, as comunicações tradicionais voltarão junto com os funcionários. “Preparamos materiais sobre os protocolos também para as TVs Corporativas, que são um canal estratégico para a veiculação de notícias e mensagens na matriz”, complementa.

A Riachuelo conta com aproximadamente 2100 funcionários na matriz (São Paulo). A retomada ainda não aconteceu e será gradativa. A meta é manter menos de um terço dos colaboradores no modelo presencial. O foco principal é entender a necessidade de cada um, identificar quem não tem estrutura ou condições do trabalho em casa e os profissionais cujas funções não permitem o trabalho remoto.

O virtual ocupou espaços antes inimagináveis, especialmente em um período tão curto. O olho no olho foi substituído por câmeras, visitas a outros escritórios e unidades agora podem ser feitas virtualmente. Se a pandemia trouxe a urgência da reavaliação e adaptação a novos modelos de trabalho, também não faltaram conquistas permanentes.

“Penso que o principal aprendizado desse período é o aumento da confiança no colaborador. A preocupação com a liberdade do trabalho remoto foi substituída pelo reconhecimento do empenho e da colaboração que todos estão tendo nesse momento. Os funcionários assumiram um protagonismo muito marcante. Hoje, podemos ver o mundo com os olhos dos outros”, arremata.

Comentários

{{comment.comment_author}}
{{comment.comment_date}}
{{comment.comment_content}}
Ver mais comentários

Materias Anteriores

Jorge Elias, policial civil aposentado, hoje com 64 anos, é exemplo de força e coração na luta contra a doença. Campanha Novembro azul reforça importância do exame preventivo contra o câncer de próstata, segunda doença que mais mata homens no mundo.
Conteúdo visual incentiva cada vez mais a diversidade e inclusão do negro e propõe reflexão sobre o tema
Veja algumas ideias de publicações para deixar a rede e o colaborador atualizados