Obras para se inspirar e devorar no Mês do Livro

O mês de abril reforça a importância da leitura e do livro como um instrumento de multiplicação de conhecimento

Abril está se encaminhando para o final, mas o incentivo à leitura, fortalecido e celebrado no Dia Internacional do Livro (23/4), segue pelo ano todo com o objetivo de conscientizar a importância da leitura no processo de formação da criança e do adulto. (A título de curiosidade, o dia 23 de abril foi escolhido por ser a data da morte de dois grandes escritores: William Shakespeare e Miguel de Cervantes).

Seja em papel ou digital, o livro te ajuda na criatividade, melhorar sua escrita, a desenvolver pensamento crítico e, claro, a relaxar! Pense em mecanismos de estímulo e acesso à leitura: que tal incentivar as crianças a lerem versões infantis dos grandes clássicos da literatura?

Conheça outros mundos e viaje sem sair do lugar com milhões de histórias que existem nos livros por aí!

Quer algumas dicas? Aproveite:

 

Língua Portuguesa:

A hora da estrela – Clarice Lispector

Capitães da areia – Jorge Amado

Ensaio Sobre a Cegueira – José Saramago

 

 

Distopias:

1984 – George Orwell

Fahrenheit 451 – Ray Bradbury

Jogos vorazes – Suzanne Collins

 

 

Fantasias:

O nome do vento – Patrick Rothfuss

O Hobbit – J. R. R. Tolkien

A Rainha vermelha – Victoria Aveyard

 

 

Terror:

It_A coisa – Stephen King

O Vilarejo – Raphael Montes

O Colecionador – John Fowler

 

 

Infantis:

O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry

Alice no País das Maravilhas – Lewis Carroll

Malala, a menina que queria ir para a escola – Adriana Carranca

 

 

Poemas:

O que o Sol faz com as flores – Rupi Kaur

As palavras voam – Cecília Meireles

Tudo nela brilha e queima – Ryane Leão

 

 

Pra rir:

O segredo de Emma Corrigan – Sophie Kinsella

O guia do mochileiro das galáxias – Douglas Adams

Alucinadamente feliz – Jenny Lawson

 

 

Pra se emocionar:

A menina que roubava livros – Markus Zusak

Extraordinário – R. J. Palacio

O caçador de pipas – Khaled Hosseini

 

 

Mulheres fortes:

Sejamos todos feministas – Chimamanda Ngozi Adichie

Eu sei por que o pássaro canta na gaiola – Maya Angelou

Jane Eyre – Charlotte Bronte

Materias Anteriores

O avanço da vacinação contra a Covid-19 e queda dos casos está fazendo com que as empresas retornem às atividades presenciais, mas essa decisão tem sido motivo de preocupação para muitos
Wide lança campanha de incentivo ao cuidado pessoal e prevenção do câncer de próstata
Já pensou em aumentar a concentração, estimular a criatividade e manter o ambiente com sensação de bem-estar?
Usamos cookies, próprios e de terceiros, para melhorar a sua experiência de navegação. Se seguir navegando sem modificar a configuração do seu navegador, consideramos que aceita seu uso.