Obras para se inspirar e devorar no Mês do Livro

O mês de abril reforça a importância da leitura e do livro como um instrumento de multiplicação de conhecimento

Abril está se encaminhando para o final, mas o incentivo à leitura, fortalecido e celebrado no Dia Internacional do Livro (23/4), segue pelo ano todo com o objetivo de conscientizar a importância da leitura no processo de formação da criança e do adulto. (A título de curiosidade, o dia 23 de abril foi escolhido por ser a data da morte de dois grandes escritores: William Shakespeare e Miguel de Cervantes).

Seja em papel ou digital, o livro te ajuda na criatividade, melhorar sua escrita, a desenvolver pensamento crítico e, claro, a relaxar! Pense em mecanismos de estímulo e acesso à leitura: que tal incentivar as crianças a lerem versões infantis dos grandes clássicos da literatura?

Conheça outros mundos e viaje sem sair do lugar com milhões de histórias que existem nos livros por aí!

Quer algumas dicas? Aproveite:

 

Língua Portuguesa:

A hora da estrela – Clarice Lispector

Capitães da areia – Jorge Amado

Ensaio Sobre a Cegueira – José Saramago

 

 

Distopias:

1984 – George Orwell

Fahrenheit 451 – Ray Bradbury

Jogos vorazes – Suzanne Collins

 

 

Fantasias:

O nome do vento – Patrick Rothfuss

O Hobbit – J. R. R. Tolkien

A Rainha vermelha – Victoria Aveyard

 

 

Terror:

It_A coisa – Stephen King

O Vilarejo – Raphael Montes

O Colecionador – John Fowler

 

 

Infantis:

O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry

Alice no País das Maravilhas – Lewis Carroll

Malala, a menina que queria ir para a escola – Adriana Carranca

 

 

Poemas:

O que o Sol faz com as flores – Rupi Kaur

As palavras voam – Cecília Meireles

Tudo nela brilha e queima – Ryane Leão

 

 

Pra rir:

O segredo de Emma Corrigan – Sophie Kinsella

O guia do mochileiro das galáxias – Douglas Adams

Alucinadamente feliz – Jenny Lawson

 

 

Pra se emocionar:

A menina que roubava livros – Markus Zusak

Extraordinário – R. J. Palacio

O caçador de pipas – Khaled Hosseini

 

 

Mulheres fortes:

Sejamos todos feministas – Chimamanda Ngozi Adichie

Eu sei por que o pássaro canta na gaiola – Maya Angelou

Jane Eyre – Charlotte Bronte

Materias Anteriores

Nossa homenagem para nossos exemplos de confiança e amor
Que tal gastar toda a energia da turminha de forma saudável?
Confira aqui por qual motivo a habilidade é tão importante para o mercado de trabalho
Usamos cookies, próprios e de terceiros, para melhorar a sua experiência de navegação. Se seguir navegando sem modificar a configuração do seu navegador, consideramos que aceita seu uso.