Como melhorar a dicção

Uma dicção ruim pode impactar a vida de uma pessoa desde cedo

Quando criança, o bullying é o mais comum, já na fase adulta, faz as pessoas se sentirem inseguras tanto no âmbito profissional quanto pessoal. Isso faz com que no ambiente corporativo, muitas vezes, os indivíduos sejam incapazes de tomar a dianteira em situações de liderança ou que exijam a comunicação.

Desta forma, é importante compreender as causas para uma dicção ruim e aprender técnicas para melhorá-la. A fonoaudióloga Hayesca Valença destaca os principais motivos de uma fala não tão boa e dá algumas dicas para aperfeiçoá-la.

Causadores da dicção ruim:
• A língua com frênulo curto ou, como é popularmente conhecida, a “língua presa”;
• Baixa coordenação motora;
• Tipo de arcada dentária;
• Nervosismo;
• Problemas auditivos durante a infância;
• Ambiente de convívio.

Técnicas para melhorar:
• Hábito da leitura, especialmente em voz alta;
• Falar mais devagar, separando as palavras;
• Ler textos trava-língua;
• Abrir bem a boca para falar;
• Vibrar lábios e línguas;
• E o mais importante, colocar estas práticas no dia a dia.

A fonoaudióloga salienta que os treinamentos por si só ajudam muito no desenvolvimento de uma boa dicção, mas, que em alguns casos, o acompanhamento de um profissional é imprescindível e vai otimizar esse processo.

Materias Anteriores

Rápida circulação da variante Delta no Brasil reforça o cuidado com as medidas sanitárias para conter o avanço da Covid-19
Como garantir diversidade e a equidade no trabalho remoto e híbrido
Motivação é a temperatura emocional coletiva de uma equipe. Ela representa a atitude, confiança e perspectiva do grupo
Usamos cookies, próprios e de terceiros, para melhorar a sua experiência de navegação. Se seguir navegando sem modificar a configuração do seu navegador, consideramos que aceita seu uso.