Métricas x objetivos

Será que os números de visualizações são tão importantes para a Comunicação Interna? Especialistas afirmam que tão importante quanto atingir seu público, é comunicar com eficiência

De que a Comunicação Interna precisa ser estratégica ninguém duvida. Atualmente, temos uma infinidade de métricas de acesso a aplicativos, sites, espaços de endomarketing, redes sociais corporativas e telas que, de maneira geral, nos proporcionam qualquer tipo de número que precisamos para alinhar ações empresariais. Mas vale lembrar que os números não valem de nada se não houver o que comunicar, uma linguagem adequada e, principalmente, eficácia.

Uma estratégia adequada de Comunicação Interna deve manter os funcionários atualizados sobre a situação geral da companhia, bem como servir para facilitar as conexões entre colaboradores de todos os matizes, cargos e divisões. Isso os ajudará a se sentirem mais conectados à organização, o que, por sua vez, os tornará defensores externos da empresa como um todo.

Cada vez mais, a comunicação tem o papel de engajar, e não apenas de comunicar, atuando como uma parte fundamental da experiência do colaborador. Segundo pesquisa da Towers Watson, empresas que são altamente eficazes em Comunicação Interna são 1,7 vezes mais propensas a superar seus concorrentes. Ou seja, comunicação eficaz e desempenho financeiro estão intimamente ligados.

Considerado o “inventor da administração moderna”, Peter Drucker afirma que erros e ruídos de comunicação respondem por 60% dos problemas corporativos. É preciso ter uma equipe e, principalmente, estratégias muito bem preparadas e atualizadas. Vale ressaltar que as empresas que se comunicam com eficácia têm seus pilares baseados em clareza, assertividade, empatia e inteligência.

As principais áreas de foco para equipes de CI hoje incluem:
• Estratégia corporativa: visão e valores em destaque, de forma que a empresa se certifique de que os funcionários estão cientes da sua direção estratégica e entendem prioridades e metas para o futuro

• Desenvolvimento de negócios: aqui o objetivo é permitir que os funcionários saibam o que está acontecendo em toda a organização, comunicando sucessos, destacando desafios e mantendo a força de trabalho atualizada com as novidades do setor de atuação

• Gestão da mudança: o foco nesse ponto é garantir que funcionários estejam sempre atualizados sobre planos de mudança ou reestruturações da empresa, incluindo novas aquisições, integração de negócios, downsizing, etc

• Foco no funcionário: anúncios de mudanças na equipe, novas contratações e promoções, bem como ações de promoção da diversidade cultural são de suma importância para a construção de uma cultura de envolvimento

• Comunicação com os funcionários: distribuir e explicar as mudanças de política aos colaboradores são ações primordiais para a Comunicação Interna, agilizando processos e servindo de apoio para educação e treinamento

• Avanços tecnológicos: aprimorar e conduzir o envolvimento dos funcionários na inovação da empresa são elementos centrais de um bom processo comunicacional

Materias Anteriores

Homenagem ao Dia das Mães e da Família
Movimento chama a atenção para o alto índice de acidentes de trânsito no mundo
Compreenda melhor o comportamento dos consumidores a partir de diferentes perspectivas
Usamos cookies, próprios e de terceiros, para melhorar a sua experiência de navegação. Se seguir navegando sem modificar a configuração do seu navegador, consideramos que aceita seu uso.