Felicidade é um bom negócio

Saúde mental está na pauta e nos resultados das empresas

Se você leu o título desta matéria e está se perguntando o que felicidade tem a ver com o seu negócio, temos uma novidade que já pode inspirar um bom sorriso: um estudo da Social Market Foundation mostrou que funcionários felizes são até 20% mais produtivos do que os infelizes. Mais do que uma emoção, a felicidade é um verdadeiro capital humano, capaz de transformar a realidade de empresas. Mas, tudo isso dito, você ainda pode se perguntar: o que significa ser “feliz” no local de trabalho?

Em seu livro, “The Truth About Employee Engagement”, Patrick Lencioni resume em: querer sentir que quem você é importa (você quer que as pessoas saibam seu nome), que o que você faz tem um impacto (que você está engajado em um trabalho relevante) e você está progredindo (que seu trabalho está tendo um impacto e levando você e sua organização para frente).

Se você ainda tem dúvidas do valor de falar sobre felicidade no ambiente corporativo, temos mais uma novidade: de acordo com a WHO (World Health Organization) a depressão e a ansiedade causaram uma perda de aproximadamente US$ 1 trilhão na economia mundial. Por outro lado, a mesma pesquisa afirma que, para cada US$ 1 investido em ações que promovem melhorias na saúde e bem-estar mental dos colaboradores, US$ 4 são percebidos em ganhos com o aumento da produtividade.

Isso é essencial para entendermos que a felicidade está diretamente vinculada ao engajamento das pessoas. E, como nós já falamos em posts anteriores, engajamento e comunicação interna estratégica têm tudo a ver! Engajar é mais do que o velho “tá sabendo?”. É criar ambientes que sejam capazes de traduzir os desafios e necessidades individuais em experiências colaborativas com objetivos claros, sem minimizar o impacto do contexto em cada pessoa.

Nessa batalha pela felicidade dos colaboradores, a comunicação é uma aliada fundamental. Aproximar lideranças e funcionários com conteúdos transformadores, promover relações mais abertas entre as pessoas e cuidar para que todos tenham um ambiente seguro para agir e se comunicar são todas premissas em que a comunicação interna estratégica pode impactar positivamente.

Nesse caminho, com toda certeza, um sorriso pode valer ouro 😊

Materias Anteriores

Que tal gastar toda a energia da turminha de forma saudável?
Confira aqui por quê a habilidade é tão importante para o mercado de trabalho
Empresas têm investido e aproveitado a dinâmica do formato para gerar conversas mais horizontais, informar audiências diferentes e criar diálogos mais próximos das pessoas
Usamos cookies, próprios e de terceiros, para melhorar a sua experiência de navegação. Se seguir navegando sem modificar a configuração do seu navegador, consideramos que aceita seu uso.