Armazenamento em Nuvem: 4 dicas para usar com segurança

Dicas compartilhadas pela Porto Seguro ajudam a proteger seus dados

Armazenar arquivos em nuvem já é uma realidade. Entretanto, apesar de todas as vantagens trazidas pelo cloud computing, alguns cuidados são necessários para aproveitar esse serviço da forma mais segura possível. Confira, a seguir, quatro dicas compartilhadas pela Porto Seguro em seu blog para reforçar sua proteção ao usar a nuvem:

 

1. Verifique a confiabilidade do serviço antes de armazenar na nuvem

Existem diferenças consideráveis entre os serviços, sejam eles gratuitos ou pagos. Pesquisa sobre a empresa que está oferecendo a opção em Cloud. Dependendo de sua demanda e objetivos, você pode inclusive escolher entre as modalidades de nuvem oferecidas, optando pela opção mais adequada à sua utilização.

2. Entenda as diferenças entre as nuvens e saiba optar

As nuvens costumam ser divididas em três tipos: públicas (as informações são acessadas separadamente, mas o espaço é limitado a estruturas de armazenamento e compartilhamento com outras empresas), privadas (um espaço não compartilhado dedicado a armazenar seus dados, geralmente com maior capacidade) e híbridas (combinação dos dois tipos).

É comum que uma nuvem pública ofereça até uma certa quantidade de GB e, ao se exceder esse limite, o espaço disponível deve ser aumentado para acomodar todas as informações. Além disso, costuma-se fornecer possibilidades de alugar planos diferentes, com maior armazenamento.

São algumas opções de serviços de nuvem:

OneDrive

Dropbox

Google Drive

Amazon Drive

Box

iCloud

IDrive

Nextcloud

 

3. Como manter a segurança no armazenamento em nuvens

Cuidado com senhas:

  • Não use senhas óbvias e fáceis de quebrar;
  • Digite a senha em todos os arquivos;
  • Troque a senha regularmente e não use a mesma para todos os serviços que você acessa;
  • Nunca forneça sua senha a terceiros;
  • Não salve a senha no navegador da web.

 

Proteção de dados:

  • Distribuir dados em vários compartimentos virtuais;
  • Não armazene dados sensíveis, confidenciais e estratégicos na nuvem;
  • Manter backup de dados;
  • Quando você precisar inserir dados para qualquer operação, sempre use o software original;
  • Compre apenas em sites de boa reputação;
  • Verifique sempre o símbolo de “cadeado” no URL da página que solicita dados pessoais ou financeiros.
  • Use um bom software antivírus e mantenha-o atualizado;
  • Se possível, use criptografia de dados.

4. Conte com boas opções de restauração de dados

Embora o armazenamento na nuvem sugira um modo de manter os dados salvos em ambiente virtual, nunca está totalmente descartada a possibilidade de ocorrer alguma perda de informações.

Sendo assim, ter um serviço que garanta recuperação das informações contidas em computadores ou demais dispositivos de forma ágil é essencial para garantir maior tranquilidade e evitar problemas com a integridade dos arquivos.

Materias Anteriores

O Rio está completando 456 anos e, para homenagear a cidade maravilhosa, separamos algumas dicas de colaboradores da Wide de points para atividades ao ar livre super instagramaveis e onde é possível se divertir em segurança. Confira.
Gestora em RH compartilha ideias sobre questões inclusivas nas organizações
Nunca foi tão importante falar sobre saúde mental como agora. Atento a essa necessidade, o Hospital Albert Einstein disponibilizou uma plataforma com muitos conteúdos sobre o tema. Mas lembre-se: consultar um profissional da área é o primeiro passo para enfrentar distúrbios como depressão, ansiedade e bipolaridade